Perguntas e Respostas

Nossa eficiente equipe de consultores esclarece com rapidez e segurança suas dúvidas de forma clara e objetiva, através do serviço de envio de perguntas e resgates das respostas via internet. Você ainda troca experiências com profissionais de todo País, nos mais variados ramos de atuação e porte empresarial (empresas de grande, médio e pequeno porte; profissionais liberais etc.).

Somos especializados nas áreas: tributária, fiscal, contábil, societária, previdenciária e trabalhista.


Conforme dicionários de língua portuguesa, “dúvida”, entre outras definições, é a “incerteza entre confirmar ou negar um julgamento ou a realidade de um fato”. (g.n.)

Posição em 26/01/2022: Perguntas: 59.231 | Respostas: 62.375

PERGUNTA: ABSORÇÃO DE PREJUÍZOS CONTÁBEIS X BAIXA CONTÁBIL PASSIVO DÍVIDAS FORNECEDORES A PAGAR

  • Pergunta n° 59909, postada em 14/1/2022, às 16:40

    Autor(a): *** (São Roque - SP)

    Nossa Empresa Sociedade Limitada, tributada pelo regime de Lucro Real em 2021 e 2022, possui no Passivo Dívidas a pagar Conta Contábil Fornecedores no Exterior, cujo fornecedor é sócio controlador da nossa empresa no Brasil. A nossa empresa possui também saldo contábil de (-) Prejuízos Contábeis Acumulados dentro do grupo Patrimônio Líquido. Em comum acordo entre a nossa empresa no Brasil e o fornecedor do exterior que é sócio da nossa empresa, houve a extinção da dívida da nossa empresa com esse fornecedor no exterior e a dívida foi cancelada, mediante DÉBITO à Conta Contábil de Fornecedores a Pagar no Exterior, cujo fornecedor é sócio da nossa empresa no Brasil, e a CRÉDITO diretamente contra a Conta Contábil de Prejuízos Contábeis Acumulados que consta no Patrimônio Líquido da empresa, a título de “ABSORÇÃO DE PREJUÍZOS CONTÁBEIS”, ou seja, não houve o perdão da dívida, portanto o fato não se confunde e não implica no perdão de dívida com a absorção de prejuízos contábeis na contabilidade da nossa empresa, sendo que a empresa fornecedor no exterior que é sócia controladora da nossa empresa no Brasil, não tem mais interesse em receber da nossa empresa no Brasil. Perguntas: 1. O procedimento contábil adotado pela nossa empresa no Brasil em baixar contabilmente a DÉBITO a conta fornecedores do exterior que consta no Passivo Dívidas, cujo fornecedor que é sócio da nossa empresa no Brasil, diretamente contra a Conta Contábil CRÉDITO de Prejuízos Contábeis Acumulados que consta no Patrimônio Líquido, o nosso procedimento está correto? 2. A nossa empresa no Brasil procedeu essa baixa contábil da Conta Fornecedores a Pagar no Exterior que é sócia controladora da nossa empresa no Brasil, a título de “ABSORÇÃO DE PREJUÍZOS CONTÁBEIS”, diretamente na Conta Contábil de Prejuízos Contábeis Acumulados, de acordo com o Parecer Normativo da RFB – CST nº 4 de 17/02/1981, Regulamento do Imposto de Renda Decreto nº 9.580/2018, artigo 579, § 2º e Solução de Consulta Disit/SRRF – 10ª Região Fiscal nº 31 de 16/03/2012, perguntamos: o procedimento adotado pela empresa com base nessas Normas Legais está correto? 3. A “ABSORÇÃO DE PREJUÍZOS CONTÁBEIS”, caracteriza-se e equivale a um perdão de dívida? O nosso entendimento é que NÃO, pelo fato de que no nosso caso houve Absorção de Prejuízos Contábeis diretamente à Conta de Sócios e a dívida foi cancelada, perguntamos: o nosso entendimento está correto? 4. Para fins de IRPJ e CSLL Lucro Real, a nossa empresa deverá adicionar o valor baixado da Conta Fornecedores a Pagar no Exterior na apuração do LALUR (IRPJ) e no LACS (CSLL)? 5. A baixa contábil por “ABSORÇÃO DE PREJUÍZOS CONTÁBEIS” utilizada para baixar a conta Fornecedores a Pagar do Passivo Dívidas, em que não houve pagamento, não houve remessa ao exterior de ingresso a título de pagamento, perguntamos: essa baixa contábil gera o fato gerador dos tributos IRPJ e CSLL? Sem mais, agradecemos pela atenção de sempre.

Atenção!

Com fulcro no disposto no caput e inciso XIII do artigo 7º, e nos artigos 24, 29 e 101 a 184, todos da Lei nº 9.610/1998 (Direitos Autorais) e no artigo 184 do Decreto-Lei nº 2.848/1940 (Código Penal), na redação dada pela Lei nº 10.695/2003, é expressamente proibida, por qualquer meio, a reprodução parcial e/ou total de matérias exclusivas do site ContadorPerito.Com®, exceto a impressão e a citação ou referência bibliográfica de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT.

Receba diariamente nosso boletim eletrônico.

Cadastre-se

Boletins enviados

« Página principal « Página anterior ^ Topo da página